BRASILBEV: Fazer o bem, ganhando dinheiro

04 DE DEZEMBRO DE 2014 - ALIMENTOS E BEBIDAS

Empresa gaúcha exporta quase 80% da produção e foca em produtos inovadores, com ingredientes brasileiros

Fazer o bem, ganhando dinheiro

Foi num período sabático de alguns meses na Índia, em meio a monges, montanhas e muita paz, que surgiu a ideia de um produto inovador, exportado para países como China e Estados Unidos.

Nesse ambiente de reflexão e autoconhecimento, o empresário João Paulo Sattamini, de 32 anos, decidiu que desenvolveria um produto inédito e inovador: um energético orgânico, natural, com ingredientes 100% brasileiros, para exportação. Uma bebida funcional, com diversos benefícios para o consumidor e para o mundo.

João Paulo acabara de sair de um MBA na Espanha, quando começou a pensar em abrir uma nova empresa, com vocação exportadora e bons princípios de produção e consumo. O trabalho final foi premiado como o melhor projeto daquela turma do MBA: um café orgânico brasileiro com enorme valor agregado – fair trade, design, posicionamento gourmet, tudo 100% brasileiro.

“Eu queria algo bem brasileiro, com ervas e produtos nossos, que levasse o Brasil ao mundo, mas sem aquela coisa de dar o ouro e ganhar o espelho. Queria inovação.”

 

BEBIDA FUNCIONAL

Mas na Índia João deixou o café de lado e pensou numa bebida funcional. “Na Espanha eu decidi que era isso o que eu queria: fazer o bem, ganhando dinheiro. Unir o útil e o agradável. Na Índia eu tive a ideia da bebida funcional”, conta João. “Eu queria algo bem brasileiro, com ervas e produtos nossos, que levasse o Brasil ao mundo, mas sem aquela coisa de dar o ouro e ganhar o espelho. Queria inovação.”

A Brasilbev foi fundada em 2009, mas João passou dois anos no desenvolvimento do produto. Procurou uma empresa francesa de design de produtos para que a bebida funcional já nascesse com vocação de ganhar o mundo. Nascia nesse período o Organique, único energético orgânico com produtos brasileiros – guaraná, açaí e erva-mate.

A empresa nasceu tão internacional que em novembro de 2011, antes mesmo do lançamento do produto, João Paulo já fechava o primeiro contrato de exportação – para a China. “Quando lançamos o produto em 2012, já tinha vendido o primeiro lote para China.”

Hoje, 80% da produção é voltada para exportação. Além da China, que continua comprando da Brasilbev, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra e Japão recebem a bebida. Nas próximas semanas, Chile e Bélgica entram nessa conta. “Até junho de 2015, queremos estar em dez países, além do Brasil”, explica.

João Paulo empreende desde cedo. Aos 19 anos, fundou uma revista de carros e imóveis em Porto Alegre. O negócio prosperou, mas ele queria ir além, ter um negócio que fizesse mais sentido para ele. “Eu queria fazer algo novo, inédito. Algo que não existisse”, conta.

Ele acha, aliás, que esse é o segredo do sucesso da Brasilbev e do Organique. “Minha vontade de buscar a diversidade e a inovação, com brasilidade, de fazer o diferente é o que me moveu. Adoro colocar ideias na realidade, colocar em prática bons projetos.”

“Minha vontade de buscar a diversidade e a inovação, com brasilidade, de fazer o diferente é o que me moveu.”

TEARAPY

Hoje, a Brasilbev tem uma fábrica em Santa Maria, onde emprega 12 pessoas. Em 2014, já exportou 600 mil latinhas. Mas o empresário, surfista nas horas vagas, contumaz frequentador de Torres e Garopaba, não quer parar por aí.  Neste ano, lançou um novo produto: o chá-mate Tearapy, com sabores natural, pêssego e limão. Obviamente, orgânico e com o mesmo princípio: fazer o bem, ganhando dinheiro. 

Empresário, empreendedor e inovador, João Paulo Sattamini tem MBA em Gestão, na Espanha, e surfa nas horas vagas. Inquieto, busca sempre pensar e desenvolver produtos inéditos e inovadores, que façam o bem.
Compartilhe essa história
FONTES DE PESQUISA

Entrevista realizada com o fundador, João Paulo Sattamini.

DADOS ECONÔMICOS

Quer saber mais sobre Organique?

    • Ano de fundação:
      • 2009
    • Fundador:
      • João Paulo Sattamini
    • Chairman & CEO:
      • João Paulo Sattamini
    • Número de escritórios:
      • 1
    • Quantidade de funcionários:
      • 12
    • Setor econômico em que atua:
      • Alimentos e bebidas
    • Principais produtos:
      • Organique e chá-mate
    • Ícones (produto inesquecível):
      • Organique
    • Slogan:
      • Faz bem para você, faz bem para o mundo
    • Website:

A internacionalização da Organique

    • Exporta desde quando:
      • 2011
    • Presença global:
      • Nenhuma. Tem fábrica própria em Santa Maria (RS)
    • Principais mercados internacionais:
      • China, Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, Japão e, em negociação, Chile e Bélgica.
    • Principais produtos exportados:
      • Organique
    • Quantidade exportada em 2014:
      • 600 mil latinhas de Organique

     

Apex-Brasil e Organique

    • Sial, Anuga, Sial China, Foodex.